sexta-feira, 10 de maio de 2013

ESTRELA DA MANHÃ - MARIA É A ESTRELA DA MANHÃ



No texto de Apocalipse 22,16, lemos que Jesus é a “Estrela radiosa da manhã”, o Astro Rei, o Sol da Justiça.







Mas antes da chegada do Sol, a estrela Vénus, a estrela da manha brilha forte anunciando o fim da noite e a chegada da manha, essa estrela é Maria, a Virgem que anuncia um novo tempo.

 Maria é também a Estrela da Manhã porque anuncia o sol nascente, a luz do alto que veio nos visitar: Jesus de Nazaré (Lc 1,78).

 Ela é a Nova Aurora que precede o “dia do Senhor”, pois dela nasceu o Salvador.

 Um dos hinos mais antigos, belos e conhecidos é este:

Ave, Maris Stella,
Dei mater alma,
Atque semper Virgo,
Felix caeli porta.

Traduzindo:

Ave, do mar Estrela
De Deus mãe bela,
Sempre virgem, da morada
Celeste Feliz entrada.

Diz ainda de modo muito poético o Salmo 129:

 “Mais do que os vigias que aguardam a manhã, espere Israel pelo Senhor, porque junto ao Senhor se acha a misericórdia; encontra-se nele copiosa redenção”. 

Cada um de nós ao seu modo é um vigia esperando o sol da manhã. 

Como disse Jesus: “Vigiai e orai”. Nossa vida deve ser vivida nesta “Vigilância”. 

Estamos acampados na história, mas não temos aqui morada permanente. A qualquer momento Deus pode nos chamar. Estamos preparados? Vigiai!







 Maria surge na nossa história como uma estrela de luz muito forte, a  Estrela da manhã que a anuncia a chegada do Sol.

 Mas sua luz não é suficiente para iluminar o dia. 
Ela não é o sol. 

Maria não salva, mas aponta para o rumo da salvação. 

Ela indica a estrada que leva para o seu filho, Jesus, o Sol da  Vida.










São Pedro em sua carta dá exatamente este conselho: 

“Assim demos ainda maior crédito à palavra dos profetas, à qual fazeis bem em atender, como a uma lâmpada que brilha em um lugar tenebroso até que desponte o dia e a estrela da manhã se levante em vossos corações” (2Pd 1,19). 

Veja que Maria não é a única estrela. 

Antes da vinda de Jesus, a humanidade assistiu a uma constelação de numerosos astros e estrelas. 

Podemos recordar Moisés e todos os profetas, Davi todos os reis e pastores, Levi e tantos sacerdotes. 

Na plenitude dos tempos Deus nos deu seu próprio Filho que é profeta, sacerdote e rei-pastor. Para anunciar a sua vinda o maior dentre os nascidos de Mulher: João Batista. 

E para dizer sim em nome de toda a humanidade, Deus escolheu uma jovem menina de Nazaré. 
Ela é a Estrela da Manhã.

Este novo dia foi prenunciado pelos profetas: 

“Um astro sairá de Jacó” (Nm 24,17). 

Maria é esta luz que vai à nossa frente. É como a Estrela Guia. 

Maria é luz na terra e reluz para sempre no céu.

Reportemo-nos à noite de um navegante em alto mar. 

Nada pode mais alentar ao marinheiro do que a Estrela da Manhã, o astro pregoeiro da aurora, sinal do dia que está por chegar, dissipando as trevas traiçoeiras.
Nossa vida assemelha-se a uma grande noite, cheia de espinhos e amarguras, que aguarda a luz da eternidade.




E, em meio às ondas e tempestades, é na intercessão de Maria, a Stella Matutina, que podemos confiar. 


Com só sua presença faz brotar nos corações dos justos uma imponderável confiança. 
Diante dela os anjos se enchem de gáudio, enquanto o demônio e seus sequazes, sempre prontos a armar ciladas para perder as almas, amedrontam-se e fogem para os bueiros do inferno...
Sempre disposta a socorrer os náufragos durante a noite, a Virgem Santíssima é o farol que nos guia para o grande alvorecer do dia perene e sem mágoa, o luzeiro que, imune às procelas do pecado, jamais deixa de fulgir.
Com a Encarnação do Verbo, fez Ela nascer entre nós o Sol de Justiça. 
Porém, quis o Pai que, precedendo a única e verdadeira Luz, surgisse antes no mundo outro clarão: a Mãe de Deus. 
Como a Estrela da Manhã, Maria assinala o fim das trevas do pecado e prenuncia a era da graça. 




Seu brilho suave, tamisado e atraente, prepara gradualmente o olhar dos homens para o fulgor do Astro Rei.


Diz a Bíblia:


Os que tiverem sido inteligentes fulgirão como o 

brilho do firmamento, e os que tiverem introduzido 

muitos (nos caminhos) da justiça luzirão como as 

estrelas, com um perpétuo resplendor. (Daniel 

12,3)






Maria introduziu o mundo nos caminhos da Justiça, 

quando aceitou ser a Mãe de Jesus, quando deu ao 

mundo a Luz verdadeira, assim , Ela brilha no céu 

com um perpétuo resplendor e "como a estrela-

d'alva brilha no meio das nuvens, como brilha a 

lua nos dias de lua cheia, (Eclesiástico 50,6)

Maria brilha para nos trazer esperança e força nas 


batalhas da vida.




 Maria é a Estrela que anuncia a chegada do Sol, 

a Estrela radiosa da Manhã, Jesuscomo diz o 

Apocalipse ( 22,16):


"Eu, Jesus, enviei o meu anjo para vos atestar estas 

coisas a respeito das igrejas. Eu sou a raiz e o 

descendente de Davi, a estrela radiosa da 


manhã. "




Ela é a Estrela Matutina, pois nasce sem pecado, 

para gerar o Santo dos Santos.

O nascimento de Maria já anuncia que a Salvação , o 

Sol verdadeiro, virá ao mundo.



















Mãe do céu, estrela que me guia, iluminai as trevas da 

minha mente para que busque o amor de Deus, 

proteja-me de mim mesmo. 

Quando eu for cair em 

pecado, ajudai-me a não pecar. 

Quando eu for falar 

algo inapropriado, ajudai-me a calar. 

Quando eu for 

tomar uma atitude que possa me prejudicar ou ao 

próximo, ajudai-me a parar. 

Quando eu pensar algo 

que não deveria, ajudai-me a me vigiar.


Cobri-me com vosso manto e esteja sempre ao meu 

lado para que tome as decisões certas em minha 

vida.


3 comentários:

  1. Esse foi o título que tocou-me: ESTRELA DA MANHÃ!
    Amei esse texto!

    ResponderExcluir
  2. Esse foi o título que mais tocou-me: Estrela da manhã!
    Amei esse texto!

    ResponderExcluir
  3. Esse foi o título que mais tocou-me!
    Amei esse texto!

    ResponderExcluir