quarta-feira, 12 de agosto de 2015

DIFERENÇAS: CATÓLICO ( A PORTA ESTREITA) X PROTESTANTE ( A PORTA LARGA)


Penso sempre em como é difícil ser católico e em como é fácil ser protestante. Uma vez perguntei a um que se dizia "evangélico":  "Evangélico é quem vive o Evangelho. Você vive o Evangelho?"
E ele me respondeu: "Bem, eu vou a igreja, não fumo, não bebo..." Como se o Evangelho se reumisse a isso.

ALGUMAS DIFERENÇAS ENTRE DOUTRINA DOS PROTESTANTES E CATÓLICOS QUE MOSTRAM COMO É BEM MAIS DIFÍCIL SER CATÓLICO, APESAR DE PARECER O CONTRÁRIO:



A SALVAÇÃO PELA FÉ OU PELA FÉ COM OBRAS:
Para o Protestante, basta aceitar Jesus, levantar a mão, e você está salvo - PORTA LARGA

Para o Católico, além de aceitar Jesus com a boca você deve praticar o que ele praticou, fazendo boas obras, ou irá para o inferno - PORTA ESTREITA



OS PROBLEMAS DA VIDA:
Para alguns Protestantes, basta aceitar Jesus e todos os seus problemas vão acabar - PORTA LARGA

Para o Católico, os problemas devem ser aceitos com resignação, fazem parte da vida, são a cruz de cada dia que Jesus nos mandou levar e segui-lo - PORTA ESTREITA



O DÍZIMO:
Para alguns Protestantes, basta dar o dízimo e você receberá 100 vezes mais, terá carro, casa, trabalho - PORTA LARGA

Para o Católico, o dízimo é entrega de coração, dá quanto pode, o que pode, e deve-se fazer esmolas também para vencer o pecado, o egoísmo, partilhar, fazer boas obras, sem esperar riquezas, prosperidades, aceitando a vontade de Deus - PORTA ESTREITA




AS DOENÇAS E DIFICULDADES DA VIDA:
Para o Protestante, as doenças, e situações difíceis são vistas como maldição, coisas do diabo, e deve-se orar e tudo será resolvido, pois eles sempre falam em Vitória - PORTA LARGA

Para o Católico, as doenças e situações difíceis fazem parte da vida e da cruz que devemos carregar com humildade, pode-se e deve-se orar para ser livre de todo mal, mas sempre lembrando a oração de Jesus no Horto das Oliveiras " Pai, não se faça a minha vontade, mas a vossa!" oferecendo tudo em união a Jesus Crucificado - PORTA ESTREITA




O CASAMENTO:
Para o Católico, o Casamento é um sacramento, sinal de Deus, é indissolúvel. As pessoas separadas não podem comungar - PORTA ESTREITA

Para a maioria dos Protestantes, casamento não é sacramento, assim, podem casar e separar sem problemas - PORTA LARGA




A CONFISSÃO E A COMUNHÃO - SACRAMENTOS:
Para o Protestante, não existem os sacramentos da Confissão, Comunhão ou Unção dos Enfermos, basta se arrependerem dos pecados e participam do culto da igreja sem problema nenhum - PORTA LARGA

Para o Católico, não basta só se arrepender dos pecados graves e pedir perdão no coração, é necessário demonstrar esse arrependeimento se confessando e só depois pode-se participar pelnamente do culto da igreja, a Missa, comungando. Não se comunga em pecado grave.  E, nas doenças, pode-se pedir a Unção dos Enfermos, principalmente próximo à morte para que seja plenamente salvo, confessando e recebendo a comunhão.- PORTA ESTREITA




A PENITÊNCIA E O PECADO:
Para o Católico, todo pecado, mesmo perdoado, tem consequência.
E deve ser reparado de alguma forma, uma delas é a penitência, através do jejum, sacrifícios de renúncia, esmolas, peregrinações, entre outras práticas. - PORTA ESTREITA

Para o Protestante, não existe sacramento da Confissão. O fiel se arrepende e ora individualemente e tem seus pecados perdoados, não há consequências a expiar, pois Jesus já fez tudo para eles, basta aceitar Jesus confessando-o com a boca e está salvo. - PORTA LARGA 



A VIDA APÓS MORTE E SALVAÇÃO:
Para o Católico, todo pecado tem consequência e se o fiel morrer em estado de graça, mas sem pagar todos os seus pecados nesta vida, será salvo, mas não entrará diretamente no céu. Deverá purificar-se na outra vida, no Purgatório.  Os familiares, amigos, Igreja, podem ajudar essas almas rezando por elas para que tenham seus pecados perdoados. - PORTA ESTREITA

Para o protestante, aceitou Jesus está salvo e a morte é estar dormindo, aguardando a ressurreição, por isso é errado orar pelos mortos. - PORTA LARGA


IMAGENS OU SÍMBOLOS:
Para alguns protestantes, não existem símbolos sagrados ( cruzes, imagens de anjos, santos, Nossa Senhora), nem lugares ou pessoas santas. O mundo é desprovido de simbolismos religiosos e prevalece o secularismo - PORTA LARGA

Para o católico, há símbolos que são expressam de sua fé como a Cruz, imagens de Santos, Anjos, Nossa Senhora e que merecem ter lugar de destaque em nossos lares para nos lembrar sempre dos sinais de Deus. Também temos lugares sagrados e pessoas dignas de respeito por sua santidade. Tudo isso exige do católico respeito e torna seu mundo sagrado. O mundo não é apenas secular, mas consagrado por esses sinais de Deus exigindo uma postura de piedade - PORTA ESTREITA


A INTERPRETAÇÃO DA BÍBLIA:
Para o Católico, a Igreja deve ensinar como interpretar a Bíblia, deve-se buscar ser obediente, humilde e ter uma só fé, um só pensamento, uma só doutrina. A última palavra em matéria do fé é a do líder máximo da Igreja, o Papa.- PORTA ESTREITA

Para o Protestante, cada um pode ler a Bíblia e a interpretar como quiser, por isso temos igrejas que aceitam gays, igrejas de swing, igrejas que proibem ou aprovam isso ou aquilo, não existe necessidade de unidade, um só pensamento, uma só fé. Não precisam  ser obedientes, nem humildes aos seus líderes. - PORTA LARGA


A TRADIÇÃO APOSTÓLICA
Para o Católico, a interpretação da Bíblia é feita mediante sua Tradição recebida pelos primeiros cristãos e bispos diretamente dos Apóstolos. Todos os Bispos são sucessores dos Apóstolos, pois somos a única Igreja desde as origens, por isso deve-se ler também os textos dos primeiros padres e Bispos da Igreja para compreender como os cristãos do início da fé também pensavam, já que estavam mais próximos dos Apóstolos. A própria Bíblia foi feita pela Igreja Católica mediante sua Tradição. - PORTA ESTREITA

Para a maioria dos Protestantes, não existe Tradição, não há passado, não há história, não há sucessão apostólica, qualquer um pode ler a Bíblia e interpretar como quiser, pois o Espírito o irá guiar. Eles não buscam saber como os primeiros cristãos viviam ou no que acreditavam. Tudo está só na Bíblia. Mas praticamente não ensinam que foi a Igreja que por sua Tradição fez a Bíblia. - PORTA LARGA 



O CULTO OU MISSA:
Para o católico, o culto é um sacrifício de louvor, exige concentração, meditação, contemplação, dedicação, esforço para domar o corpo e seus impulsos. É um rito que exige um comportamento social equilibrado e uma atitude pessoal de entrega. - PORTA ESTREITA

Para alguns Protestantes, o culto é praticamente um show ou uma terapia de catarse, orar é muitas vezes gritar, berrar, extravasar, atitudes histéricas. - PORTA LARGA.

A VENERAÇÃO DE MARIA E DOS SANTOS
Para o católico, há dois tipos de culto o de Veneração dado  Maria e aos Santos, aos pais e Mães ( a honra) e o de Adoração dado a Deus, Pai, Filho e Espírito Santo. O católico, desde o início do Cristianismo, sempre foi mau interpretado em suas demonstrações de amor aos Santos, sendo acusado de idolatria, mesmo entre os pagãos, por não compreenderem essa doutrina. Os Santos são vasos dignos de honra e Maria é a mais Santa por ser a Mãe do mais Santo dos Santos, Jesus. A vida dos Santos é digna de memória e modo de contar a história da Igreja. - PORTA ESTREITA

Para o protestante, não existe culto de veneração, os Santos e Maria são pecadores iguais a qualquer outro, não há distinção de respeito, honra, ninguém é sagrado ou exemplo de vida. Não há memória da vida exemplar dos servos de Deus, não há continuação da história povo de Deus, a Igreja. Qualquer um é igual ao outro, sem méritos ou exemplos diferenciados. - PORTA LARGA 


A INTERCESSÃO DOS SANTOS:
Para o Católico, a intercessão dos Santos é uma ajuda diante de Deus, quanto mais tivermos intercessores, mais facilmente a graça chega a nós, por isso o católico pede tanto a mediação do próximo, de um padre ou de um fiel para que ore por ele, quanto de um Santo ou vários Santos conforme queira ou necessite em sua devoção. - PORTA ESTREITA

Para o protestante, não há necessidade de intercessores, pois, segundo eles, só Jesus inercede e mais ninguém e eles mesmos podem declarar suas curas e milagres. (Apesar disso pedem a intercessão de seus pastores.) - PORTA LARGA


O MILAGRE:
Para o católico, um milagre só pode ser comprovado oficialmente pela autoridade do Bispo local ou do Papa mediante um processo rigoroso e investigativo que exigirá a opinião de vários médicos, cientistas, teólogos. Como nem todo curado milagrosamente tem atestados médicos guardados, testemunhas, etc, muitos milagres, apesar de terem acontecido, ficam sem a comprovação necessária. Não significa que não houve milagre, mas que é necessário cumprir exigências para que o tal seja divulgado como um milagre aceito oficialmente pela Igreja. - PORTA ESTREITA

Para o protestante, tudo é milagre comprovado, e quem duvidar é acusado de ser infiel  e um desconhecedor da "Palavra". O milagre não precisa ser comprovado pela ciência no meio protestante. Eles não exigem comprovação científica e nem colocam em dúvida aquilo que consideram um milagre, mesmo que haja outras explicações possíveis. - PORTA LARGA


A ORAÇÃO:
Para o Católico, a oração é um falar com Deus que engloba modalidades diferentes: a meditação, a contemplação, a oração vocal, a oração mental. A oração vocal é feita livremente ou com o auxílio de fórmulas escritas ou devocionais. Em público, usa-se o auxílio de práticas de fórmulas litúrgicas ou exercícios devocionais. A oração muitas vezes exige sacrifício, entrega, dedicação, silêncio. A oração é um falar que pode englobar a invocação dos Santos pedindo-lhes intercessão. - PORTA ESTREITA

Para a maioria dos Protestantes, a oração é uma falar com Deus enfatizando mais a prática da oração vocal sem fórmulas litúrgicas, praticamente não fazem muitas distinções sobre modalidades de oração, preferem orações em voz alta, gritadas, às vezes, acompanhadas de manifestações emotivas, chegando alguns grupos ao histerismo. O silêncio e a necessidade da escuta interior na meditação e contemplação não é muito enfatizado. Negam qualquer prática de oração devocional ou fórmulas de prece. Negam qualquer pedido de intercessão aos Santos. - PORTA LARGA


OS LÍDERES RELIGIOSOS

Para os católicos,  o fiel que quer ser Padre, deve estudar Teologia e Filosofia sendo investigado e provado pelo Bispo e estar disposto a viver um vida celibatária para então receber o Sacramento da Ordem. Um Bispo só será eleito pelo Papa depois de ser investigada sua experiência como padre e ter dado bons exemplos nesse período. As mulheres não podem celebrar o culto da Missa e podem escolher viver para a Igreja fazendo votos de castidade, pobreza e obediência, dedicando-se a uma vida de oração apenas ou de oração e trabalhos sociais pela fé. - PORTA ESTREITA

Para os protestantes, qualquer um pode ser Pastor. Alguns igrejas exigem um período de formação também. Mas qualquer um pode abrir uma igreja e se intitular bispo ou pastor e nada será exigido dessa pessoa. Não existe qualquer forma de voto de castidade, pobreza e obediência para dedicar-se aos trabalhos de uma igreja.  - PORTA LARGA


O LÍDER MÁXIMO - SÃO PEDRO  E SEUS SUCESSORES

Para o católico, os Bispos são os líderes da Igreja, quanto sucessores dos Apóstolos. O Papa, é o Bispo de Roma, sucessor de São Pedro, por isso tem a primazia, é o líder máximo da Igreja.  Foi deixado pelo próprio Cristo, como líder dos cristãos. - PORTA ESTREITA

Para os protestantes, não existe um Líder Máximo. Cristo não deixou São Pedro como chefe dos cristãos. Qualquer um pode ler e interpretar a Bíblia, logo não precisam de líderes. Não possuem sucessores dos Apóstolos. Não possuem uma tradição histórica de sucessão apostólica. -PORTA LARGA






Nenhum comentário:

Postar um comentário