quinta-feira, 31 de agosto de 2017

SANTA BEATRIZ DA SILVA - PADROEIRA DOS POBRES - 01 DE SETEMBRO








Santa Beatriz da Silva (Campo Maior, 1424 – Toledo, 9 de Agosto de 1492), nascida D. Beatriz de Menezes da Silva, foi uma nobre portuguesa e santa católica.

Beatriz era a oitava filha de D. Rui Gomes da Silva, alcaide da vila fronteiriça de Campo Maior, e de D. Isabel de Menezes, Condessa de Portalegre, filha de D. Pedro de Menezes, conde de Vila Real; assim, por via materna, descendia não só dessa casa senhorial, como também das dos condes de Ourém e Barcelos, linhagens antiquíssimas que tinham no Rei D. Sancho I de Portugal o seu remoto antepassado. Era, ainda, irmã do frade franciscano Beato Amadeu da Silva.

D. Pedro de Menezes teria dado a mão da sua filha Isabel ao cavaleiro Rui Gomes da Silva, após este participar com bravura na tomada de Ceuta, tendo aí permanecido a cumprir o serviço militar. Há quem defenda, por isso, que a jovem Beatriz possa ter nascido naquela praça-forte magrebina e não no Alentejo como é dito por muitos.

Descendente de reis e neta de senhor tão influente, foi desde cedo foi preparada para a vida na Corte, tornando-se dama da infanta D. Isabel, Rainha de Castela e Leão, filha do infante D. João, o penúltimo dos filhos do Rei D. João I de Portugal, a qual era quatro anos mais nova que Beatriz.

Ao que parece, Beatriz da Silva seria uma jovem de grande beleza, conforme testemunha um relato da época: «além de vir de sangue real, era mui graciosa donzela e excedia a todas em formosura e gentileza».

Em 1447, contava a infanta D. Isabel dezanove anos, o seu tio D. Pedro, Duque de Coimbra, regente do reino, promoveu os seus esponsais com João II de Castela, que então se achava viúvo. Uma vez rainha, Isabel, ambiciosa, começou por afastar a influência do todo-poderoso condestável de Castela, D. Álvaro de Luna, e não tardou a criar intrigas na corte, algumas das quais envolvendo a jovem Beatriz, cuja beleza não passara despercebida. 

Embora fosse ama e confidente da rainha, tal não impediu que Isabel se enciumasse daquela, maquinando contra a sua própria vida.

Boatos maldosos lançavam dúvida sobre a virtude de Beatriz, pois o rei Dom João II, homem de caráter tímido e inseguro, procurava alento para governar seu reino nas conversas elevadas que com ela mantinha. Surgiram, então, na rainha Isabel, idéias fantasiosas acerca da fidelidade conjugal do seu esposo.

Tomada de profundo ódio, ela procurou de todas as formas maltratar Beatriz. Além de repreendê-la severamente em público, isolava- a do conjunto das damas nobres e patenteava- lhe desprezo por meio de palavras ásperas e cortantes. Embora a santa suportasse todas essas humilhações com exemplar humildade e redobrasse suas manifestações de amor e fidelidade para com a rainha, esta decidiu de uma vez por todas livrar-se dela.


Assim, segundo reza a lenda, teria fechado Beatriz num estreito baú, onde eventualmente a falta de oxigênio acabaria por ceifar lhe a vida. 


A nobre dama viu-se sem qualquer possibilidade de salvação. Morreria sem os Sacramentos, sem receber auxílio de ninguém, numa agonia lenta e pavorosa. Começava já a sentir falta de ar. Só os Céus poderiam ajudá-la. Confiante, dirigiu-se a Nossa Senhora:

– Ó Maria Imaculada, valei- me! – Nesse instante, mais resplandecente que o Sol, apareceu- lhe Nossa Senhora vestida de branco, com um manto azul, e tendo nos braços o Menino Jesus.

– Filha, não morrerás. Conservo-te a vida para realizares o que tanto tens desejado. Fundarás uma grande ordem religiosa com o título da Imaculada Conceição; suas filhas vestirão um hábito semelhante às minhas vestes e se dedicarão a servir a Deus, em união comigo.








Arrebatada por tal visão, Beatriz permaneceu três dias no cofre, cheia de consolação e alegria, sem sentir passar o tempo.




Durante três dias andou desaparecida, até que o seu tio, D. João de Menezes, que também se achava na corte, estranhando a sua ausência, teria questionado a rainha sobre o paradeiro da sobrinha, tendo esta conduzido-o ao baú onde a encarcerara, certa de encontrar já um cadáver.

Para seu grande espanto, Beatriz tinha sobrevivido – por haver invocado a Virgem Maria, tendo esta aparecido-lhe e comunicado que a salvaria, se esta fundasse uma ordem religiosa que celebrasse o mistério da Imaculada Conceição.







Beatriz acabou por perdoar à rainha, que se arrependera, e retirou-se da Corte, ingressando num mosteiro em Toledo. Aí viveu monasticamente, sem contudo tomar as ordens sacras, preparando-se a ela mesma, e a um pequeno grupo de outras monjas, para ingressar na nova ordem que planeava fundar.

Não foi fácil criar a Ordem, mas com o apoio da rainha Isabel, a Católica, filha da rainha portuguesa D. Isabel, conseguiu enfim estabelecer a Ordem da Imaculada Conceição, trajando de azul e branco (as cores de Nossa Senhora da Conceição), destinado unicamente à contemplação. 







A bula Inter Universa, que autorizava a constituição das Concepcionistas, foi expedida enfim pelo Papa Inocêncio VIII em 1489.










 Essa Ordem está caracterizada por três heranças espirituais de Santa Beatriz: o amor à Maria Imaculada, a Paixão de Jesus Cristo e a Santíssima Eucaristia.






Beatriz faleceu em Toledo três anos mais tarde a 09 de agosto de 1490 com 66 anos de idade.

 Cedo ganhou fama de santa, sendo cultuada pelo povo mesmo antes ainda de a Santa Sé a santificar.




 De facto, a Igreja Católica só a elevou aos altares já no século XX, quando o Papa Pio XI, em 28 de julho de 1926, lhe reconhece o título de beata e aprova enfim o culto que já lhe era devido, desde há muito, pelos leigos. Por fim, em 3 de outubro de 1976, o Papa Paulo VI canonizou-a, declarando-a santa.




Altar-Túmulo de Santa Beatriz da Silva



 É celebrada a sua festa litúrgica no dia 17 de agosto de cada ano, sendo particularmente reverenciada em Campo Maior, Portugal, e em Espanha, onde instituiu a sua obra e faleceu; só aí se situam mais de 90 conventos da Ordem Concepcionista, que conta com cerca de 120 casas monásticas espalhadas pela Europa e América Latina.










Oração a Santa Beatriz:  
Ó Santa Beatriz, 
Virgem singularmente amada de Maria Imaculada, 
alcançai-nos a firmeza da fé, a santidade verdadeira, o amor ao próximo, 
a pureza de vida e o espírito de oração.
Dai-nos a graça que vos pedimos (pede-se a graça) 
pelo amor que tivestes a Virgem Imaculada.

Rezar 3 Ave Marias.

Rogai por nós, Santa Beatriz, 
para que sejamos dignos das promessas de Cristo.
 Amém.



Ant. Quem faz a vontade de meu Pai, esse é meu irmão,

minha irmã e minha mãe, diz o Senhor (T. P. Aleluia).






OREMOS:
 Senhor, que destes a Santa Beatriz da silva 
a graça de imitar fielmente
a Cristo pobre e humilde, concedei-nos também a nós,
 por intercessão desta santa, que, 
vivendo plenamente a nossa vocação, 
caminhemos para a santidade perfeita, 
à imagem de Jesus Cristo vosso Filho, 
Ele que é Deus convosco 
na unidade do Espírito Santo.
AMÉM!






GÁLATAS 6, 8:

Cada um recolherá o que tiver semeado.
 Quem semeia na carne, da carne colherá a corrupção;
 quem semeia no Espírito,
do Espírito colherá a vida eterna.

V. Felizes os que seguem o caminho perfeito (T. P. Aleluia)
R. E andam na lei do Senhor (T. P. Aleluia).





Votos de uma freira num convento concepcionista









ALGUMAS FONTES:
 https://santo.cancaonova.com/santo/santa-beatriz-exemplo-de-obediencia-e-assistencia-aos-pobres/

quarta-feira, 30 de agosto de 2017

VERSÍCULOS BÍBLICOS SOBRE OS POLÍTICOS E A BANCADA EVANGÉLICA


Índice:
  1. O USO DA POLÍTICA PARA MENTIR, OPRIMIR, TIRAR DIREITOS E MANIPULAR
  2. VERSÍCULOS QUE LEMBRAM A  BANCADA EVANGÉLICA
  3. O QUE UM POLÍTICO CRISTÃO DEVERIA FAZER 
  4. O QUE DIZ O CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA?

O USO DA POLÍTICA PARA MENTIR, OPRIMIR, TIRAR DIREITOS E MANIPULAR:

Ao povo da terra oprimem gravemente, e andam roubando, e fazendo violência ao pobre e necessitado, e ao estrangeiro oprimem sem razão.
 Ezequiel 22, 29

Para desviarem os pobres do seu direito, e para arrebatarem o direito dos aflitos do meu povo; para despojarem as viúvas e roubarem os órfãos! 
Isaías 10,2


Porque os seus ricos estão cheios de violência, e os seus habitantes falam mentiras e a sua língua é enganosa na sua boca.
 Miquéias 6,12

Os que te guiam te enganam, e destroem o caminho das tuas veredas. 
Isaías 3,12


O Senhor entrará em juízo contra os anciãos do seu povo, e contra os seus príncipes; é que fostes vós que consumistes esta vinha; o espólio do pobre está em vossas casas.

Isaías 3,14

Porque os guias deste povo são enganadores, e os que por eles são guiados são destruídos. 
Isaías 9,16

Porquanto, sim, porquanto andam enganando o meu povo, dizendo: Paz, não havendo paz; e quando um edifica uma parede, eis que outros a cobrem com argamassa não temperada;
 Ezequiel 13,10

O governante sem discernimento
aumenta as opressões,
mas os que odeiam o ganho desonesto
prolongarão o seu governo.
Provérbios 28,16

O Deus de Israel falou,
a Rocha de Israel me disse:
'Quem governa o povo com justiça,
quem o governa com o temor de Deus, é como a luz da manhã
ao nascer do sol,
numa manhã sem nuvens.
É como a claridade depois da chuva,
que faz crescer as plantas da terra'.
2 Samuel 23,3-4


Quando os justos florescem,
o povo se alegra;
quando os ímpios governam,
o povo geme.
Provérbios 29,2

Os lábios arrogantes
não ficam bem ao insensato;
muito menos os lábios mentirosos
ao governante!
Provérbios 17,7



"Não convém aos reis, ó Lemuel;
não convém aos reis beber vinho,
não convém aos governantes
desejar bebida fermentada, para não suceder que bebam
e se esqueçam do que a lei determina
e deixem de fazer justiça aos oprimidos.
Provérbios 31,4-5

Por isso, ó reis, sejam prudentes;
aceitem a advertência, autoridades da terra.
Salmos 2,10


Mas este é um povo roubado e saqueado; todos estão enlaçados em cavernas, e escondidos em cárceres; são postos por presa, e ninguém há que os livre; por despojo, e ninguém diz: Restitui.
Isaías 42,22


Todos se envergonharão de um povo que de nada lhes servirá nem de ajuda, nem de proveito, porém de vergonha, e de opróbrio. 
Isaías 30,5

Porque não sabem fazer o que é reto, diz o Senhor, aqueles que entesouram nos seus palácios a violência e a destruição.
Amós 3,10

Que tendes vós, que esmagais o meu povo e moeis as faces dos pobres? Diz o Senhor DEUS dos Exércitos.
Isaías 3,15


Ai dos que ao mal chamam bem, e ao bem mal; que fazem das trevas luz, e da luz trevas; e fazem do amargo doce, e do doce amargo!
 Isaías 5,20




Image result for POLÍTICA E IGREJA

VERSÍCULOS QUE LEMBRAM A  BANCADA EVANGÉLICA:

Disse então ele: Vede não vos enganem, porque virão muitos em meu nome, dizendo: Sou eu, e o tempo está próximo. Não vades, portanto, após eles. 
Lucas 21,8

Eis que eu sou contra os que profetizam sonhos mentirosos, diz o Senhor, e os contam, e fazem errar o meu povo com as suas mentiras e com as suas leviandades; pois eu não os enviei, nem lhes dei ordem; e não trouxeram proveito algum a este povo, diz o Senhor. 
Jeremias 23,32

E Jesus, respondendo-lhes, começou a dizer: Olhai que ninguém vos engane;
Porque muitos virão em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo; e enganarão a muitos.
E, quando ouvirdes de guerras e de rumores de guerras, não vos perturbeis; porque assim deve acontecer; mas ainda não será o fim.
Marcos 13,5-7




Related image


O QUE UM POLÍTICO CRISTÃO DEVERIA FAZER :

Nem de graça comemos o pão de homem algum, mas com trabalho e fadiga, trabalhando noite e dia, para não sermos pesados a nenhum de vós.
 2 Tessalonicenses 3,8

E, qualquer que entre vós quiser ser o primeiro, seja vosso servo; Mateus 20,27

Porque, sendo livre para com todos, fiz-me servo de todos para ganhar ainda mais.
 1 Coríntios 9,19

Mas Jesus, chamando-os a si, disse-lhes: Sabeis que os que julgam ser príncipes dos gentios, deles se assenhoreiam, e os seus grandes usam de autoridade sobre eles;
Mas entre vós não será assim; antes, qualquer que entre vós quiser ser grande, será vosso serviçal;
Marcos 10,42-43

E qualquer que dentre vós quiser ser o primeiro, será servo de todos.
Porque o Filho do homem também não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate de muitos.
Marcos 10,44-45

Não será assim entre vós; mas todo aquele que quiser entre vós fazer-se grande seja vosso serviçal; 
Mateus 20,26

Jesus lhes disse: "Os reis das nações dominam sobre elas; e os que exercem autoridade sobre elas são chamados benfeitores. Mas vocês não serão assim. Ao contrário, o maior entre vocês deverá ser como o mais jovem, e aquele que governa, como o que serve.
Lucas 22,25-26

Esforcem-se para ter uma vida tranquila, cuidar dos seus próprios negócios e trabalhar com as próprias mãos, como nós os instruímos; a fim de que andem decentemente aos olhos dos que são de fora e não dependam de ninguém.
1 Tessalonicenses 4,11-12

Nem de graça comemos o pão de homem algum, mas com trabalho e fadiga, trabalhando noite e dia, para não sermos pesados a nenhum de vós. 
2 Tessalonicenses 3,8

Se alguém falar, fale segundo as palavras de Deus; se alguém administrar, administre segundo o poder que Deus dá; para que em tudo Deus seja glorificado por Jesus Cristo, a quem pertence a glória e poder para todo o sempre. Amém.
 1 Pedro 4,11

O QUE DIZ O CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA?




§1903 A autoridade só será exercida legitimamente se procurar o bem comum do grupo em questão e se, para atingi-lo empregar meios moralmente lícitos. Se acontecer de os dirigentes promulgarem leis injustas ou tomarem medidas contrárias à ordem moral, estas disposições não poderão obrigar as consciências. "Neste caso, a própria autoridade deixa de existir degenerando em abuso do poder."

§2237 Os poderes políticos devem respeitar os direitos fundamentais da pessoa humana. Exercerão humanamente a justiça no respeito pelo direito de cada um, principalmente das famílias e dos deserdados.

Os direitos políticos ligados à cidadania podem e devem ser concedidos segundo as exigências do bem comum. Não podem ser suspensos pelos poderes públicos sem motivo legítimo e proporcionado. O exercício dos direitos políticos destinado ao bem comum da nação e da comunidade humana.

P.58.10 Resistência à opressão do poder político

§2243 A resistência à opressão do poder político não recorrerá legitimamente às armas, salvo se ocorrerem conjuntamente as seguintes condições: 1) em caso de violações certas, graves prolongadas dos direitos fundamentais; 2) depois de ter esgotado todos os outros recursos; 3) sem provocar desordens piores; 4) que haja uma esperança fundada de êxito; 5) se for impossível prever razoavelmente soluções melhores.


§2242 (...)

Se a autoridade pública, exorbitando de sua competência, oprimir os cidadãos, estes não recusem o que é objetivamente exigido pelo bem comum; contudo, é lícito defenderem os seus direitos e os de seus concidadãos contra os abusos do poder, guardados os limites traçados pela lei natural e pela lei evangélica.



§2499 A moral denuncia o flagelo dos estados totalitários que falsificam sistematicamente a verdade, exercem mediante os meios de comunicação uma dominação política da opinião, "manipulam" os acusados e as testemunhas de processos públicos e imaginam assegurar sua tirania sufocando e reprimindo tudo o que consideram "delitos de opinião".

§2273 "No momento em que uma lei positiva priva uma categoria de seres humanos da proteção que a legislação civil lhes deve dar, o estado nega a igualdade de todos perante a lei. Quando o Estado não coloca sua força a serviço dos direitos de todos os cidadãos, particularmente dos mais fracos, os próprios fundamentos de um estado de direito estão ameaçados... Como conseqüência do respeito e da proteção que devem ser garantidos à criança desde o momento de sua concepção, a lei deverá prever sanções penais apropriadas para toda violação deliberada dos direitos dela."


Visto que deve ser tratado como uma pessoa desde a concepção, o embrião deverá ser defendido em sua integridade, cuidado e curado, na medida do possível, como qualquer outro ser humano.


Image result for JESUS POLÍTICO CRUZ



OS CATORZE SANTOS AUXILIARES BRASILEIROS


Os catorze santos auxiliares são um grupo de santos invocados pelos cristãos em casos de necessidade especial, geralmente para se curar de doenças particulares. Essa devoção  teve início na Renânia, agora parte da Alemanha, na época da peste negra. Dentre esses Santos, muitos são quase desconhecidos dos brasileiros.  Refletindo qual seria os catorze Santos auxiliares mais invocados pelos brasileiros, na atualidade, cheguei a essa conclusão difícil:

  1. Nossa Senhora Aparecida , 12 de outubro - Padroeira do Brasil. Invocada para diversas causas.
  2. Nossa Senhora da Conceição, 08 de dezembro - invocada em diversas necessidades.
  3. Santo Antônio, 13 de junho - Padroeiro dos pobres , para arranjar casamento e encontrar de objetos perdidos.
  4. Santa Bárbara, 4 de dezembro - para proteção , contra  morte súbita ou decorrente de tempestade.
  5. São Brás, 3 de fevereiro - Contra doenças da garganta 
  6. São Cristóvão, 25 de julho - padroeiro dos motoristas e contra perigos durante a viagem.
  7. Santa Edviges, 16 de outubro - protetora dos pobres e endividados. 
  8. Santo Expedito, 19 de abril - para resolução de problemas urgentes e de difícil solução.
  9.  São Francisco de Assis, 4 de outubro - patrono dos animais e do meio ambiente.
  10. São Jorge, 23 de abril - Para ter proteção contra inimigos. 
  11. São José - padroeiro dos trabalhadores, das famílias e da Igreja Católica.
  12. São Judas Tadeu, 28 de outubro - patrono das causas desesperadas e das causas perdidas
  13. Santa Rita de Cássia, 22 de maio -A santa das causas impossíveis
  14. Santa Terezinha do Menino Jesus, 01 de outubro - padroeira dos missionários.

Dependendo da região do país ou do Estado essa lista vai ter alterações, pois, no Norte, Nossa Senhora de Nazaré talvez ocupasse o lugar da invocação de Aparecida .

Talvez no lugar de Nossa Senhora da Conceição, para alguns ficaria Nossa Senhora Desatadora dos Nós ou das Graças ou a Divina Misericórdia ou incluíssem São Sebastião, Santa Ana, São João Batista, etc. Tive dificuldade em pensar qual outro Santo  ou devoção seria mais popular no Brasil.


Image result for novena das rosas santo expedito santinhos


A Novena das Rosas deu a Santa Terezinha um status de Santa que resolve diversos problemas. São muitas as pessoas que afirmam terem feito a Novena e alcançado a graça que pediam.



Image result for novena das rosas santo expedito santinhos

Creio que essa lista reflete aspectos de uma Igreja contradições ainda medievais mas ,ao mesmo tempo, pós-moderna com seus fiéis mais voltados em conquistar "felicidade na terra" do que no céu.

Image result for novena das rosas santo expedito santinhos


 Já que a preocupação medieval era mais com relações às doenças e à morte e as preocupações brasileiras que mais aparecem, ao analisarmos as devoções populares brasileiras, são "casos urgentes", problemas "impossíveis", "difíceis", na maioria relacionados a trabalho, proteção contra inimigos ou da família.

Se você discorda dessa lista, ou acrescentaria algum, deixe nos comentários para termos uma noção de quais devoções representaria os brasileiros. 

Image result for santos devoções brasileiras

Os catorze santos auxiliares medievais são:

Santo Acácio, 8 de maio - Contra as dores e demais males de cabeça.
Santa Bárbara, 4 de dezembro - Contra febre, morte súbita ou decorrente de tempestade.
São Brás, 3 de fevereiro - Contra doenças da garganta e protetor dos animais domésticos.
Santa Catarina de Alexandria, 25 de novembro - Contra morte súbita
São Cristóvão, 25 de julho - Contra a peste bubônica e perigos durante a viagem.
São Ciríaco, 8 de agosto - Contra a tentação no leito de morte.
São Denis, 9 de outubro - Contra as dores e demais males de cabeça
Santo Erasmo, 2 de junho - Contra as enfermidades do ventre, dos intestinos e as dores de parto.
Santo Eustáquio, 20 de setembro - Contra a discórdia familiar.
São Jorge, 23 de abril - Pela saúde dos animais domésticos.
Santo Egídio, 1 de setembro - Contra a praga, por uma boa confissão, e pelos inválidos, mendigos e ferreiros.
Santa Margarida de Antioquia, 20 de julho - Contra os ataques diabólicos e por um bom parto.
São Pantaleão, 27 de julho - Contra o câncer (cancro) e a tuberculose, e pelos médicos.
São Vito, 15 de junho - Contra epilepsia, morte decorrente de tempestade, e pela proteção dos animais domésticos.


Related image



Em alguns dias do ano litúrgico a invocação de um dos santos acima é substituída pela de Santo Antão, São Leonardo de Noblac, São Nicolau, São Sebastião, Santo Osvaldo, Papa Sisto II, Santa Apolônia, Santa Doroteia, São Wolfgang ou São Roque. Na França a Virgem Maria é adicionada ao rol dos catorze santos auxiliares.




domingo, 27 de agosto de 2017

O LIVRO DE SÃO CIPRIANO NÃO FOI ESCRITO POR ELE


Embora o livro se coloque como escrito por São Cipriano, o livro real apareceu séculos após sua morte e não poderia ter sido escrito por ele; na verdade, a primeira edição conhecida saiu em 1846, sendo, portanto, um livro pseudepigráfico.



Image result for saint cyprian book





A lenda de Cipriano, tido como autor do livro, também conhecido como Cipriano de Antioquia, confunde-se com Cipriano de Cartago, santificado pela Igreja Católica. São dois Santos diferentes, um foi um feiticeiro de Antioquia que se converteu, o outro foi um Bispo de Cartago e grande escritor do início da Igreja.

Image result for saint cyprian of carthage

Os escritos de São Cipriano de Cartago são muito importantes para compreendermos a História da Igreja e fazem parte da Patrística, os escritos dos Primeiros Padres da Igreja.




Image result for saint cyprian of carthage

São Cipriano de Antioquia (o feiticeiro) , após renunciar à magia, batizou-se, tornou-se Bispo e sofreu o martírio com Santa Justina, a responsável por sua conversação.


Image result for livro de são cipriano

 Apesar do abismo histórico que os afasta, as lendas combinaram-se, e o Exorcista de Cartago e o de Antioquia, muitas vezes, tornam-se um só na cultura popular. É comum encontrarmos fatos e características pessoais atribuídas equivocadamente. Além dos mesmos nomes, os mártires coexistiram, mas em regiões distintas.

No livro de São Cipriano há orações católicas comuns e belas, mas misturadas com simpatias e rituais do ocultismo, nada que assuste quem estudou um pouco de mitologia e parapsicologia ou tem fé apenas no poder de Deus.

É improvável que  São Cipriano depois de se converter ao Cristianismo teria ainda escrito ou mantido tal livro, isso não é compatível com a vivência de fé dos cristãos da época do martírio, na qual ele viveu e morreu junto com Santa Justina, que o converteu.




LEITURA BÍBLICA (ATOS  19,18-20):


Muitos dos que haviam acreditado vinham confessar e declarar as suas obras.
19. Muitos também, que tinham exercido artes mágicas, ajuntaram os seus livros e queimaram-nos diante de todos. Calculou-se o seu valor, e achou-se que montava a cinqüenta mil moedas de prata.

20. Foi assim que o poder do Senhor fez crescer a palavra e a tornou sempre mais eficaz.




OS CATORZE SANTOS AUXILIARES




Os catorze santos auxiliares é uma devoção medieval. São venerados pela Igreja Católica como intercessores eficazes contra as mais diversas doenças. 

 O culto a eles surgiu no século XIV, na região da Renânia, provavelmente como consequência da peste negra que assolava a Europa no supracitado período.


A devoção aos santos auxiliares teve início na Renânia, agora parte da Alemanha, na época da peste negra.

Entre o grupo encontram-se três virgens mártires: Santa Margarida de Antioquia, Santa Bárbara e Santa Catarina de Alexandria, conhecidas também como Santas de Casa.

Como os outros santos começaram a ser invocados juntos dessas três virgens mártires, eles passaram a ser representados juntos em trabalhos artísticos.


A veneração popular teve início nos mosteiros que traziam dentro de si as relíquias dos ditos santos.

Todos os catorze, com exceção de Santo Egídio, foram martirizados.

Como o culto aos Catorze Santos Auxiliadores mostrou-se forte no século XVI, o Papa Nicolau V estendeu indulgência àqueles que mantivessem devoção pelos santos do grupo, o que não foi longamente aplicado, tendo caído em desuso.

Embora tenham festas em dias separados, os catorze são comemorados no dia 8 de agosto, embora essa data nunca tenha tomado parte do Calendário Geral Romano para veneração universal.

Quando esse calendário foi revisto em 1969, com a criação do Calendário Católico Romano de Santos, as celebrações individuais de Santa Bárbara, Santa Catarina de Alexandria, São Cristóvão e Santa Margarida de Antioquia foram abandonadas, embora em 2004 o Papa João Paulo II tenha restituído para 25 de novembro um memorial opcional a Santa Catarina de Alexandria, cuja voz foi ouvida por Santa Joana d’Arc.




 A celebração individual de todos os catorze foi incluída no Calendário Geral Romano de 1954, o Calendário Geral Romano do Papa Pio XII e o Calendário Geral Romano de 1962.

Comparado ao culto dos catorze santos auxiliadores foi o dos Quatro Santos Marechais, que também foram venerados na Renânia como os Marechais de Deus.

 Os quatro santos marechais eram São Quirino, Santo Antão, Papa Cornélio e Santo Humberto.





 Patronato:


Santo Acácio, 8 de maio : Contra as dores e demais males de cabeça.

Santa Bárbara, 4 de dezembro: Contra febre, morte súbita ou decorrente de tempestade.

São Brás, 3 de fevereiro: Contra doenças da garganta e protetor dos animais domésticos.

Santa Catarina de Alexandria, 25 de novembro: Contra morte súbita.

São Cristóvão, 25 de julho: Contra a peste bubônica e perigos durante a viagem.

São Ciríaco, 8 de agosto: Contra a tentação no leito de morte.

São Denis, 9 de outubro: Contra as dores e demais males de cabeça

Santo Erasmo, 2 de junho: Contra as enfermidades do ventre, dos intestinos e as dores de parto.

Santo Eustáquio, 20 de setembro: Contra a discórdia familiar.

São Jorge, 23 de abril: Pela saúde dos animais domésticos.

Santo Egídio, 1 de setembro: Contra a praga, por uma boa confissão, e pelos inválidos, mendigos e ferreiros.

Santa Margarida de Antioquia, 20 de julho : Contra os ataques diabólicos e por um bom parto.

São Pantaleão, 27 de julho: Contra o câncer (cancro) e a tuberculose, e pelos médicos.

São Vito, 15 de junho : Contra epilepsia, morte decorrente de tempestade, e pela proteção dos animais domésticos.

Em alguns momentos a invocação de um dos santos acima é substituída pela de Santo Antão, São Leonardo de Noblac, São Nicolau, São Sebastião, Santo Osvaldo, Papa Sisto II, Santa Apolônia, Santa Doroteia, São Wolfgang ou São Roque.

Na França a Virgem Maria é adicionada ao rol dos catorze santos auxiliares.


A Basílica em Vierzehnheiligen






Basílica de Vierzehnheiligen é o maior templo do mundo em honra aos Catorze Santos Auxiliadores

Os catorze santos auxiliares são honrados na Baviera com o título de vierzehn Heiligen (catorze santos, em alemão) e a Basílica de Vierzehnheiligen é dedicada a esses Santos Auxiliadores.

A igreja construída em estilo barroco foi erguida entre 1743 e 1772.








A devoção a esses santos começou na região em 24 de setembro de 1445, quando Hermann Leicht, um jovem que pastoreava as ovelhas de um mosteiro franciscano, viu uma criança chorando num campo próximo a um mosteiro da Ordem de Cister em Langheim.

Quando ele se agachou para tomar nos braços a criança que chorava, ela desapareceu subitamente.

Algum tempo depois, a mesma criança apareceu no mesmo lugar. Dessa vez, duas velas queimavam próximas a ele.

Em junho de 1446, Leicht viu a criança pela terceira vez.

Dessa vez, a criança trazia junto de si uma rosa vermelha num cesto e estava acompanhada de outras treze crianças.

A criança disse:

“Nós somos os catorze auxiliadores e desejamos que construa uma capela aqui, onde possamos descansar. Se você for nosso servo, nós o seremos de você!”

Um curto espaço de tempo depois, Leicht viu novamente duas velas descendendo queimando sobre o lugar.

É alegado que, a partir de então, curas milagrosas começaram a ser manifestadas e atribuídas aos catorze santos.

Os irmãos da Ordem de Cister, a quem pertenciam as terras, logo construíram uma capela que começou a receber peregrinos imediatamente.






Um altar foi consagrado por volta de 1448.

Muitos peregrinos continuam a visitar a agora basílica ainda hoje, em grande fluxo principalmente entre os meses de maio e outubro.









sexta-feira, 25 de agosto de 2017

ORAÇÃO PARA ABRIR O DIA , VENCER INIMIGOS E TER PROTEÇÃO


 Abrindo o dia faço o sinal da Cruz
e reverente adoro ao Meu Senhor Jesus
Trema a terra, rejubile o céu, fuja o inferno
perante seu excelso nome 
que eu exultando canto soletrando
em latim seu nome I E S U S

Iesus Iesus Iesus
Adorado sejas pelos querubins e serafins
que na eternidade vos louvam
Iesus Iesus Iesus
Adorado sejas pela terra , pelo sol,
pelo ar, por toda a natureza 
Iesus Iesus Iesus
Adorado sejas
por todos os homens e anjos
no céu, na terra e no mar


E com a vossa mão proteja vosso servo
Desfaça qualquer mal à minha frente
Afugentai os exércitos inimigos
Dissipai o ódio , confusão e medo

Pelo sangue vertido na cruz
Pelas lágrimas divinas derramadas
Sou guardado pelos Sete Arcanjos
Estarei seguro e na paz na diurna e  na noturna jornada.

Com os joelhos no chão agradeço
e volto a me persignar 
Meu corpo está selado 
Minha alma triunfará
Em nome dos Três que Um só Deus são
Assim seja. Assim se faça.